sábado, 9 de junho de 2012

Dia das comunidades portuguesas




Estamos em plena comemoração do feriado nacional de 10 de junho “ Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas”. Este dia considerado um tributo à data do falecimento de Luís Vaz de Camões em 1580 é um dos feriados que não pode desaparecer. É que para além de comemorar os feitos passados do povo lusitano serve também para relembrar os milhões de portugueses que vivem fora do seu país natal.

Um pouco de história: 10 de junho começou por ser o dia de Camões, que representava o génio da pátria; Portugal na sua dimensão mais esplendorosa e mais genial… O Estado Novo considerou que a data era apropriada para comemorar “o dia da raça” com o qual pretendia exaltar a raça do povo português entendida de uma forma geral, global. A originalidade e a capacidade dos portugueses.

A Terceira República converteu-o, a partir de 1978, no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas…

Longe vai o tempo em que nos órgãos de comunicação social surgia repetidamente o slogan “vá para fora cá dentro”. Atualmente não é necessário recorrer a técnicas publicitárias pois são os próprios governantes a recomendar aos portugueses que saiam do seu país. Considerando a conjuntura em que o país se encontra penso que devemos dar ouvidos a quem tão bem dirige os destinos nacionais. Todos nós devemos dar uma oportunidade a que os nossos governantes tenham êxito na sua missão de fazer crescer as comunidades portuguesas por esse mundo fora!

Não só os jovens devem emigrar como também os adultos e os mais velhos. Cada jovem que saia representa menos um licenciado à procura de emprego. Cada adulto que acabe por conseguir uma reforma fora do país significa menos um encargo para o estado. Os idosos podem perfeitamente ir viver para um outro qualquer país onde tenham familiares… De preferência devem sair legando ao estado os seus haveres e as suas pensões… Os familiares que assumam os encargos pela sua sobrevivência…

Se todos o fizermos o número de jovens à procura de emprego (em Portugal) diminui consideravelmente. O número de adultos que por qualquer motivo tenham perdido o seu emprego é também reduzido, logo, a taxa de desemprego irá sofrer uma enorme descida…  a celebração do dia das comunidades portuguesas ganhará um novo impacto atendendo ao crescente número de comunidades por esse mundo fora!

Deste modo, vamos ajudar Portugal! Vamos criar a maior comunidade de portugueses fora do seu país. 

Vamos…

Vamos com calma! Ou ainda corremos o risco do dia 10 de junho não poder ser comemorado em Portugal por neste apenas restarem os governantes e os poucos imigrantes que ainda o consideram melhor do que o seu país de origem…


AA
09-06-2012

Sem comentários:

Enviar um comentário