segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

"Saúde Mais Próxima"




Voltei a encontrar as caravanas da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa! Alheios às políticas restritivas que este governo insiste em implementar para a área da saúde, continuam a sua marcha pela capital. 

Composto por profissionais muito jovens mas que empregam todo o seu empenho, saber e atenção em quem a eles se dirige, realizam um check-up geral onde avaliam aspetos como a glicemia, tensão arterial, índice de massa corporal (IMC) e outros fatores que permitam calcular o risco de doenças cardiovasculares. 

Se verificarem a necessidade de um acompanhamento médico mais profundo é realizado um parecer pela equipa de profissionais de saúde da SCML que se encarrega de encaminhar o paciente para as unidades de saúde apropriadas não deixando nunca de promover o seu acompanhamento.

A par destas medidas desenvolveram uma página no Facebook onde é possível aceder a informação concreta, concisa e de real importância neste campo de intervenção.  

Segundo Mário Lopes, presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, «todas as situações de stress que causam ansiedade, acabam por constituir um fator de risco para as doenças Cardiovasculares. As arritmias, o enfarte agudo do miocárdio ou o Acidente Vascular Cerebral (AVC) são apenas alguns exemplos. Ainda assim, é importante não ignorar a gestão de elementos isolados de risco como o tabagismo, dieta, exercício, pressão arterial e lípidos (gorduras no sangue), que têm impacto no risco global cardiovascular. Mas acima de tudo, uma atitude proactiva e positiva de otimismo é a melhor forma de contrariar a importância desse stress como fator de risco».

Sabendo o risco que as doenças cardiovasculares e respiratórias atingem numa sociedade em constante stress, o reconhecimento de fatores de risco é cada vez mais importante. Reconhecer os fatores de risco pode salvar vidas. 

Neste sentido, e porque há iniciativas que devem ser louvadas…

Obrigada Santa Casa



Adelina Antunes

(Publicado no jornal Destak de 08-jan-2013)

Sem comentários:

Enviar um comentário