quinta-feira, 21 de março de 2013

Dia Mundial da Poesia

Qual a melhor maneira de comemorar o dia mundial da poesia se não estando com um poeta?

Hoje tive o prazer de estar com um. Um poeta que, mais do que escrever poesia, vive-a no dia-a-dia. Sente-a! E que quando escreve fá-lo com mestria.

Sentir ou gostar de poesia não é para todos e mesmo aqueles que a sentem, nem sempre conseguem transmiti-la por palavras.

Mais do que escrever poesia o poeta vive-a e é a sua capacidade de se expressar que faz com que gostemos de os ler.

Não sou poeta mas gosto de poesia. Gosto de a ler. Gosto de a sentir.

E por vezes tenho a desfaçatez de tentar escrever poesia.

Por vezes gosto de pensar que também eu consigo transmitir emoções.

Fazer com que, através das minhas palavras, outros sintam a poesia. A leiam. Gostem!

Longe de conseguir sequer chegar “aos calcanhares” de qualquer poeta, a minha intenção quando escrevo é expressar emoções. Sentimentos.

Alguns pessoais, outros (muitos outros), que me parece percecionar nas pessoas que me rodeiam.

Não ambiciono ser poeta. Ambiciono, isso sim, ler poesia. Conhecer  poesia. Perceber poesia.

O contacto com pessoas que gostam e escrevem (alguns excepcionalmente bem) tem sido uma mais valia para mim. Uma forma de enriquecimento pessoal. E tenho a felicidade de conhecer alguns poetas. Dois em especial que merecem todo o meu carinho e que, mesmo sem os mencionar, sabem a quem me refiro.

A esses, pelo prazer que provocam com a leitura do que escrevem, o meu obrigada.

Obrigada por escreverem. Por transmitirem sensações que, de outro modo, muitas vezes não sentiria.

Obrigada por escreverem e por me terem no seu circulo de amigos!

A eles, a todos os poetas e todos quantos gostam de poesia, feliz dia mundial da poesia!



Adelina Antunes
21-março-2013

Sem comentários:

Enviar um comentário