sábado, 22 de fevereiro de 2014

Um sorriso, um gesto, uma vida...


Os relatos surgem de quando em vez… alguém que salvou uma vida (ou várias) do fogo… de morrer afogada… de ser atingida por uma bala em cheio no peito… Imediatamente esse alguém é transformado em herói. Compreende-se! Afinal acabou de salvar o que de mais valioso há em nós...

A vida!

Nem sempre, no entanto, para se salvar uma vida é necessário que esta corra um perigo imediato. Vidas há que são salvas de uma forma bem mais subtil. Mais discreta…

Um sorriso, um gesto, a palavra oportuna no momento certo, têm por vezes o condão de salvar vidas. De transformar vidas de modo a que o seu futuro seja alterado de uma forma substancial.

Quantos de nós já dissemos “salvaste-me a vida” sem no entanto ter nunca corrido o risco de, verdadeiramente, a perder?

Quantos de nós já tivemos a sensação de, com uma palavra, um abraço, um sorriso que fosse, alterar de algum modo uma vida?
Pequenos pormenores, por vezes quase imperceptíveis, podem contribuir para que uma vida inteira seja alterada. Para que o mundo seja visto de maneira diferente. De uma forma menos agreste. Não que este melhore! O mundo não melhora pelo simples facto de conseguirmos encarar as situações de uma forma mais positiva, mas… Se conseguirmos sorrir. Se conseguirmos estender a mão. Se conseguirmos ajudar alguém ao nosso lado…

Cada vez mais as pessoas se evitam. Cada vez mais se fecham em si mesmas. Vizinhos que não se conhecem. Colegas de trabalho que mal se falam. Famílias que se separam e entram em disputas pelos filhos, por uma herança, porque um disse umas verdades que o outro não gostou de ouvir…

Vidas que se vão degradando. Que se afastam umas das outras e que perdem a capacidade de lutar. De seguir em frente. De “viver”…
Por vezes uma palavra. Outras ainda, um ligeiro sorriso ou um pequeno gesto seriam o suficiente para salvar uma vida de um rumo que não deveria seguir. De um destino do qual acabará por se arrepender…

Teremos nós ainda capacidade para sorrir? Para um gesto amigo? Para estender a mão em vez de virar as costas?

Uma palavra, um gesto, um sorriso, uma mão que se estende na altura certa…

…e vidas poderiam ser salvas…


Adelina Antunes
22-fev-2014